De tradução do: La Gloire au cinéma, Cinéma et l'écho du cinéma réunis, 19. Jul. 1912

Retornar ao Texto Original

 

A Gloria no Cinematographo

 

 

APOTHÉOSE DE MAX-LINDER

 

 

  Disseram da Gloria, que ella era a reputação unida á Estima; e que só chegava ao Apogeu, quando se juntava ainda a Admiração!

   Nunca, na verdade, termos tão precisos, poderiam melhor definir a immensa popularidade de que está aureolada a personalidade de Max Linder no Cinematographo.

   Quem não conhece Max Linder, o Rei do Cinematographo?

   Existirá sobre a terra, um logar por onde o cinematographo tenha passado, em que Max não tenha sido acclamado no papel que occupa, e que tem contribuído para eleval-o rapidamente aos paramos da Fama?

   Rei do Cinematographo! Este titulo que Max conquistou com violento esforço, coroa magestosamente a brilhante carreira desse autor e desse artista, que pelos degraus do successo, chegou ao absoluto triumpho.

   Creador na Casa Pathé-Frères, de um género que lhe assegura sobre o grande publico um império que só tende a augmentar e estender-se, Max Linder só pôde dispensar um sorriso compassivo aos parodistas ridículos da sua elegância e habilidade, tanto mais que elle acaba de verificar a renovação do seu contracto com Pathé-Frères, seus editores e seus amigos.

   Com effeito, um recente contracto, liga novamente os triumviros do successo.

   Max Linder conserva-se fiel á Casa, cujas formidáveis extrações commerciaes o impuzeram da noite para o dia.

   Pergunta-se, em que condições esse contracto principesco poude ser concluído.

   Só uma Casa como a Pathé, podia effectual-o... Seria ainda ficar áquem da verdade, adiantar qualquer algarismo... Parece que a cadeia de ouro que prende Max, attinge á 1 milhão, depois de três annos de triumphal servidão!

Max Linder

 

 

   Um milhão! O espirito abysma-se diante deste numero. Porem, si se medir a força de diffusão da Casa Pathé, e a voga assombrosa de Max Linder, a sua estrella, comprehende-se logo, e por um pouco mais seriamos tentados á sorrir e dizer com uma careta: 1 milhão!

   Não podemos senão nos regozijar por ver reunidos para novas conquistas universaes, o Rei do Cinematographo, e os organizadores da sua victoria: Pathé-Frères. (Careta, 21.9.1912)